Um pouco de Espinosa

      Nenhum comentário em Um pouco de Espinosa

O verdadeiro conhecimento do bem e do mal, enquanto verdadeiro, não pode refrear nenhuma paixão, mas sim somente enquanto é considerado como paixão

ESPINOSA, B. Ética IV, proposição 14.

(para facilitar a comunicação, eu troquei a palavra “afecção” pela palavra “paixão”. Qualquer coisa, desculpe-me Marilena Chauí. Quem quiser conhecer melhor o espinosa, sugiro que vá buscar na fonte. Se tiver preguiça, pode começar com este artigo da Marilena que encontrei em um blog.)