Senadora usou cota aérea para fazer turismo

      2 comentários em Senadora usou cota aérea para fazer turismo
A denúncia foi feita na Folha de S.Paulo. A senadora do DEM (antigo PFL, para os que não lembram) é suplente do conselho de ética, e se constitui no primeiro caso claro e bem documentado de uso indevido das cotas aéreas.

Veja a notícia:

Senadora usou cota aérea para turismo

Rosalba Ciarlini (DEM-RN) custeou passagens e hospedagem em viagens nacionais e ao exterior para ela, parentes e amigos

Suplente do Conselho de Ética, senadora diz que cota podia ser utilizada “para o deslocamento” de pessoas que se julgasse “conveniente”

De Leonardo Souza:

Suplente do Conselho de Ética do Senado, Rosalba Ciarlini (DEM-RN) usou verba pública para pagar viagens de turismo para ela, marido, filhos, além de outros parentes, amigos, o advogado e a mulher do advogado, no país e no exterior. Custeou passagens e, em alguns casos, até estada em hotéis.

Em seu primeiro mandato, ela bancou essas despesas com recursos de sua cota aérea, criada para permitir o deslocamento de congressistas no exercício da atividade parlamentar. O ato do Senado que regulamenta a concessão das passagens não prevê o uso da cota para pagamento de hotel.

A Folha obteve mais de 320 páginas de cartões de embarque e comprovantes de passagens e hospedagem descontadas da cota da senadora de maio de 2007 a fevereiro de 2008, somando cerca de R$ 160 mil.

Foram mais de 240 viagens em menos de 300 dias -quase uma passagem por dia. Mais da metade dos bilhetes (124) foi emitida em nome de membros das famílias Ciarlini e Rosado (sobrenome de seu marido, Carlos Augusto).

Rosalba é o primeiro caso detalhado no Senado de descontrole no uso da cota aérea a vir a público. Em abril, foram dezenas de exemplos na Câmara, no escândalo conhecido como a “farra das passagens”.

A senadora financiou, por exemplo, a vinda de sua filha Karla e do genro alemão Jan Nabendahl de Frankfurt para Natal, em novembro de 2007, ao custo de R$ 5.813. Presenteou outro membro da família, Luana Rosado, e uma pessoa chamada Tricia Maia com uma viagem para Lisboa, Barcelona e Paris, no valor de R$ 7.457. Assinante do jornal leia mais em: Senadora usou cota aérea para turismo”

Fonte:

Senadora usou cota aérea para turismo – Ricardo Noblat: O Globo.