O que é “kibar”? Isso existe?

      13 comentários em O que é “kibar”? Isso existe?

A internet é de fato uma mídia singular. Enquanto navegava, me deparei com este estranho verbo, aparentemente derivado do conhecido salgado árabe de carne e trigo. Fui procurar no dicionário e não encontrei. Mas a internet tem um Dicionário inFormal , que me esclareceu o significado do termo:

“Assim como “googlar”, “ripar” e “zipar”, “kibar” é mais um verbo específico dos meios internéticos. Significa usar idéias, conceitos ou imagens publicadas em blogs alheios, que circulam por aí como email e/ou são considerados “bens de informação públicos”, assumindo a autoria sobre os mesmos em busca de fama rápida ou de economizar trabalho. (…) Essa atitude de kibar meio mundo e não linkar, ainda por cima dizer que foi ele que criou é errada.”

KIBAR seria, portanto, uma forma específica do bom e velho PLÁGIO, devidamente adaptado às características próprias da mídia eletrônica. Aquela coisa “control-C control-V”. Sua origem seria o blogueiro “Kibe Louco”, grande adepto desta arte.

O curioso é que talvez esta palavra tenha sido criada justamente num site destinado à divulgação de mentiras, invenções bizarras e distorções das coisas, a desciclopédia. O que nos mostra os tênues limites entre a verdade e a mentira neste mundo onde as informações andam na velocidade da luz enquanto os homens enfrentam o trânsito do século 21.