O golpe não para

      Nenhum comentário em O golpe não para

Pensando na greve de amanhã, dia 28, fiz uma paródia da música “paciência”, do Lenine.

O golpe não para

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o
povo perde um pouco mais de alma
O golpe não para
O governo acelera e pede pressa
Eu me recuso,
vou pra rua contra a farsa
A vida é tão rara

Enquanto o mundo vai ficando medieval
E a loucura finge que isso tudo
é normal
E eu fico sem previdência
O mundo vai girando cada vez mais veloz
Não espere do mundo, o mundo espera de nós
Um pouco mais de
consciência

Será que é tempo que nos falta pra perceber
Será que temos esse tempo para perder
E fora Temer
A vida é tão rara tão rara
Mesmo quanto tudo pede um pouco mais de calma
Mesmo quando o povo perde um pouco mais de alma

O golpe não para