Março Negro no Brasil

      Nenhum comentário em Março Negro no Brasil

Não sei a quantas anda o movimento Black March, contra a censura na internet proposta no congresso americano (post anterior), mas resolvi fazer uma pequena sugestão. Simplificando, a proposta é que ninguém no mundo compre produtos de artistas com direitos autorais, para mostrar ao congresso americano que não se brinca com a internet.

Tenho a impressão de que há certa falta de foco, ou talvez seja apenas uma questão de “tradução”.

Acho que o problema não são os direitos autorais em si, mas a forma pela qual a indústria cultural se apropria desta ideia para justificar seus mecanismos de maximização do lucro. Então, pra ajudar a focar o movimento, pensei em propor um boicote à indústria cultural americana (a causa original do problema).

Ou seja, aproveite março para conhecer melhor artistas brasileiros, croatas, africanos, turcos, ou mesmo americanos “independentes”.