Governador do Mato Grosso do Sul diz que vai estuprar ministro do meio ambiente

Esse seria um título “notícias populares”, se a realidade política brasileira não fosse tão bizarra. O governador André Puccinelli (do PMDB de Sarney) disse exatamente isto num encontro com empresários. É a mais baixa tradução que posso imaginar da real questão por trás disso, que é o progresso (usinas de cana) versus meio ambiente, discussão que anda acalorada praqueles lados. Diz a Folha:

“O governador disse ontem que Minc era “veado” e “fumava maconha”. Afirmou ainda “ia correr atrás dele e estuprá-lo em praça pública” se o ministro fosse a Campo Grande (MS).”

É simplesmente bizarro que este ser humano tenha sido eleito. E a nota de desculpas é ainda pior, onde o governador:

“esclarece que as criticas restringem-se ao ambiente do debate técnico e político dos assuntos que dizem respeito aos interesses de Mato Grosso do Sul e ao Ministério do Meio Ambiente”

De fato, muito técnico. Mas tudo bem, diz a nota, era só brincadeira:

“As referências do governador foram entendidas pelos presentes no contexto de brincadeira, sem caráter de ofensa pessoal ao ministro”

É muita cara de pau. E é oficial, nota do governador. Parece aqueles brutamontes da quinta série que, depois de quase bater num dos “amiguinhos” diz, para a “tia” da escola: – mas eu só tava brincano…

Galera do Mato Grosso do Sul, se liga nas próximas eleições!

Leia mais na Folha Online – Brasil – Minc diz que Pucinelli deve tratar com carinho a própria homossexualidade – 23/09/2009.