Folha de SP muda reportagem negativa sobre PM paulista

Fico realmente impressionado com a promiscuidade entre grande mídia e centros de poder. Mesmo depois de ter um fotógrafo agredido e impedido de fazer B.O., a Folha de SP continua protegendo a polícia militar paulista e o governo que a controla.

Fui clicar em uma reportagem da Folha sobre o soco que um PM deu em uma manifestante na USP, e curiosamente cheguei em outra reportagem. Fiz um printscreen mostrando a “manobra” do jornal (já que “manobra” é um dos motes da semana).

O título da reportagem inicial é “vídeo mostra agressão de policial a jovem na USP durante protesto“. Nem é um título agressivo, comparado ao fato em si. É uma mera descrição do vídeo. Mas quando você clica nele, a reportagem que aparece é outra, agora intitulada “PM que atirou bala de borracha de dentro da viatura em ato é afastado“. Incrível, pois trata-se do mesmo ato, das (quase) mesmas informações, mas outro título e outro foco.

Agora, a PM aparece como uma instituição respeitável, que condena os maus policiais. Não é mais uma PM que acolhe policiais que atiram bala de borracha em professores, que socam mulheres na maior universidade do país. Incrível não? Lembra aquela série que passa entre House of Cards e Game of Thrones: Podemos Tirar se Achar Melhor. 😉

Alguém poderia dizer que é um bug, uma coincidência. Mas não. A reportagem anterior simplesmente desapareceu, e outra foi colocada em seu lugar. Você pode conferir o título no print abaixo (no endereço que está na parte de cima da imagem, que não corresponde ao título da nova reportagem).

folha2

Clique aqui e confira, enquanto não mudarem a URL: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2015/05/1635334-video-mostra-agressao-de-policial-a-jovem-na-usp-durante-protesto.shtml

#PodemosTirarSeAcharMelhor