Enquanto todos olham para o senado, a câmara aprova projeto de cargos excedentes

DEU NO GLOBO:

Câmara aprova projeto que preserva cargos

Vagas excedentes, comissionadas, estão com partidos que não teriam direito a elas

De Isabel Braga:

Sem alarde, o plenário da Câmara aprovou quarta-feira à noite projeto de resolução que preserva o excedente de cargos comissionados, os Cargos de Natureza Especial (CNEs), e funções comissionadas disponíveis hoje para lideranças partidárias.

O projeto, assinado pelo presidente da Casa, Michel Temer (PMDB-SP), prorroga até o fim desta legislatura (janeiro de 2011) a distorção.

Desde o início da legislatura, em 2007, partidos como o PP, PR, PTB, PSOL e PMN têm um número maior de CNEs do que o tamanho de suas bancadas lhe dá direito.

A Câmara possui cerca de 1,2 mil CNEs; mais da metade deles destina-se aos gabinetes dos líderes partidários.

A Câmara não informa quantos cargos a mais do que o previsto estão ocupados e qual o custo do excedente. Com base em cálculos informais feitos por setores técnicos da Casa, só esses cinco partidos acumulariam 113 cargos a mais do que têm direito.

Câmara aprova projeto que preserva cargos – Ricardo Noblat: O Globo.