Collor ameaça Pedro Simon para defender Sarney

Veja o bizarro discurso de Collor na defesa de Sarney, Renan e toda a família. Não sei se ele estava com dor de estômago, de barriga, mas até conseguiu mostrar que sabe dizer “hebdomadário”, “deblaterar” e “parlapatão”.

Ameaça Pedro Simon como deve fazer com seus subalternos, mostrando ao vivo e a cores a mais vil das formas de política. Diz Collor:

“são palavras que eu quero que o senhor as engula”

E com que tipo de argumento Collor tenta dissuadir seu colega a “engolir as palavras”? Veja a transcrição exata das palavras do coronel de alagoas:

“por gentileza, evite pronunciar meu nome nesta casa. Porque a próxima vez que eu tiver que pronunciar o nome de vossa excelência nesta casa, provocado por alguma palavra mal posta (…) eu gostaria de relembrar alguns fatos, alguns momentos, talvez extremamente incômodos para vossa excelência, mas que eu acho que seria de muito interesse da nação brasileira conhecer.”

Fica, então, a pergunta: a que interesses o senador Collor está servindo, se não aos da nação brasileira?

Aí pessoal de Alagoas, por favor divulguem este vídeo na sua cidade!

Confira o discurso gravado pela TV Senado: