A nova velha ordem mundial

      3 comentários em A nova velha ordem mundial

Uma verdadeira aula de geografia me foi dada pela imagem abaixo. Ela foi feita pelo Google Analytics, e representa as cidades que acessaram este portal (topicostropicais.net) nos últimos 2, 3 meses.

a nova velha ordem mundial - oriente e ocidente

O que me impressionou nesta imagem foi a polarização do mundo, que permanece mesmo quando a ferramenta é igual para todo o planeta. Pela internet, é tão fácil ver o blog daqui de São Paulo quanto do Japão (até porque estas palavras estão em algum computador dos EUA). Então por que não há acessos do oriente? O que há de tão diferente na cultura das pessoas que vivem nos “dois lados do mundo”?

Eu não faço a menor idéia, pois como bom ocidental (meio intelectual, meio de esquerda) só sei falar do oriente de forma superficial, com frases como: “segundo a medicina oriental…”, ou “a identidade entre a física quântica e a filosofia do Tao”, ou “você já fez acupuntura?”, e ainda “se tivesse uma religião, acho que seria budista”. Esse tipo de coisa. Posso até ler, de vez em quando, o livro de um yogue ou sobre um sábio antigo.

Mas no fundo, olhando a imagem acima, constato que estou completamente desconectado de metade do mundo. E não acho esta uma idéia muito agradável.

Por outro lado, fico feliz em saber que as palavras escritas em meu quarto, que foram para um computador americano, estão sendo lidas em muitos lugares diferentes e distantes. Deve haver brasileiros por lá. Ou portugueses, moçambicanos, angolenses, etc. A língua conecta as pessoas.

Mas vejo também que, com toda esta tecnologia, são os brasileiros, e entre eles os paulistanos, os que mais viram este portal. Ou seja, a cultura ainda é local, ainda é relativa a um certo grupo de pessoas. Não há globalização artificial da cultura. A não ser pelo meticuloso e constante trabalho das grandes corporações e agências de informação, que vão tentando transformar as pessoas em engrenagens de compra e venda.